Cacercopar - Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais da Região Centro-Ocidental do Paraná

ACEs criam o Banco de Dados Estadual.

A partir de fevereiro, as Associações Comerciais e Empresariais (ACEs) do Paraná terão autonomia sobre os dados do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC). A união cria o Banco de Dados Estadual, a Base Operadora do Paraná. A CACIRCAM - Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais da Região de Campo Mourão, recebeu na manhã de sexta-feira (13/01) o presidente da FACIAP Rainer Zelasko, acompanhado da equipe que coordena a implantação do Banco de dados do Paraná, para esclarecimentos sob o novo banco de dados e solicitar apoio na formação do banco de dados.
 
Antes dessa união, todas as informações do SCPC eram centralizadas na Associação Comercial de São Paulo (ACSP), mas alimentadas por associações comerciais de todo o Brasil. Em 2011, o banco de dados foi vendido para a empresa Boa Vista Serviços, sem o conhecimento dessas associações. A ACSP abriu o capital do SCPC, que virou uma Sociedade Anônima. A Associação de São Paulo ficou como acionista do novo serviço com 60% de participação nos negócios. Com 25% está o Fundo de Investimentos TMG Capital e o restante com o Clube dos Dirigentes Lojistas do Rio de Janeiro, Associação Comercial do Paraná (ACP) e Câmara dos Dirigentes Lojistas de Porto Alegre.
 
As ACEs do Paraná não aceitaram a situação e, liderados pela Faciap começaram a ação pela efetivação da Base Estadual. “Agora os dados voltam à sua origem e o Paraná tem novamente o controle sobre os dados do seu SCPC. Cerca de 98% das consultas feitas pelo varejo são locais, o que torna o banco de dados efetivo e completo. As oito associações desse comitê, há 11 meses, estão em diálogo com a ACP para um caminho conjunto, mas não foi possível. Então começamos um trabalho técnico e agora teremos nosso banco de dados do Paraná”, comenta o presidente da Faciap, Rainer Zielasko.
 
100% das ACEs presentes na reunião aprovaram o novo banco de dados. "Demonstramos hoje a força do associativismo da nossa região. Apoiar a iniciativa da federação é garantir autonomia para nossas ACEs através da aplicação dos resultados financeiros das prestações de serviços na área de proteção ao crédito, retornando para a cidade de origem. Agradeço a todos os dirigentes das ACEs da nossa Coordenadoria pelo apoio", comentou Haroldo Medeiros do Nascimento, Presidente da CACIRCAM. O movimento que começou no interior, sob a tutela da Faciap, resultara em um banco de dados do SCPC do Estado que poderá ser utilizado por todas as 290 associações paranaenses.



<< Voltar

Parceiros